Encontro parte 4


Quando abri meus olhos fiquei surpresa com a beleza daquele lugar, era um jardim fechado, tinha uma linda fonte, alguns bancos brancos , um dos lugares mais lindos que ja tinha visto.

– Gostou da surpresa? – Ele me perguntou

– É encantador Lian- eu disse sem conseguir esconder o sorriso.

– É, eu achei que você ia gostar, é deslumbrante, como o seu sorriso.

– Eu nunca vi um jardim tão bonito, desde quando existe?

– Acho que desde sempre – ele disse sorrindo – Eu sempre vinha aqui quando queria pensar, mas nos ultimos meses meu avô fez algumas reformas .

Parei no meio do jardim, meio que hipnotizada, fiquei alguns minutos obervando as borboletas, que voavam freneticamente entre as flores. Percebi que ele estava me olhando.

– Você esta linda, amo o jeito que o seu cabelo cai sobre o rosto- ele puxou uma mecha do meu cabelo, para tras da minha orelha, fiquei vermelha – você realmente me daria uma chance? Você é tão linda, poderia ter qualquer garoto, bem mais bonito que eu.

Olhei fixamente para os seus olhos, eu realmente estava gostando dele, e tudo aquilo era novo para mim, eu estava me apaixonando por um estranho, e não tinha nenhum medo disso.

– Claro que sim,  você é… não tenho como explicar.

– Não sabe o quanto isso me deixa feliz.

Naquele momento achei que fosse me pedir em namoro ou algo assim, mais não, ele apenas me abraçou e beijou minha testa  algo que eu sempre achei encantador,principalmente depois que descobri que esse gesto significava respeito. Ele olhou nos meus olhos e  disse:

– Me permite lhe fazer algumas surpresas no decorrer deste dia?

– Com toda certeza.

– Vamos entrar quero que conheça logo meus avós, eles são as pessoas mais incríveis que você já viu.

– Bom duvido que ganhem dos meus.

– Finalmente achei alguém que goste dos avós como eu gosto dos meus- sorri para ele- Vem comigo vamos entrar pelos fundos da casa.

Demos a volta na casa, a porta dos fundos estava entreaberta ,vi de longe os avós dele, me pareciam muito simpáticos, os dois estavam a beira de um fogão à lenha, se olhavam de maneira muito carinhosa, finalmente Lian abriu a portão.

– Bença vó, o que esta fazendo de bom? – Ele disse com um largo sorriso no rosto, saiu do meu lado e deu um abraço em sua avó.

– Que surpresa meu neto sumido, estava com saudade de você, porque não apareceu no último mes?

– Ocupações vovó – ela olhou com olhar desconfiado – E a senhor vô como esta? Bença.

– Deus te abençõe filho, indo como sempre.

– Com certeza Lian- disse a avó dele – comendo além da conta, trabalhando além da conta, sabe como é o indo do seu avô.

– Vem aqui Mary, deixa eu te apresentar – ele me puxou pelo braço – Vó, vô, essa é a Mary uma … amiga.

– Muito prazer Mary – disse a avó dele com olhar gentil.

– Prazer em conhece-la moça – avó dele me disse puxando-me para dar um abraço.

– Calma vô vai quebrá-la ao meio.

– Tudo bem Lian, estou acostumada. – Muito prazer em conhece-lo

– Acostumada? Disse Lian com olhar desconfiado.

– Familia de Italianos – respondi.

Sentamos em volta da mesa, estava lotada de gostosuras feitas pela avó dele, bolos, doces, chas, café, tudo que uma boa casa do interior costuma ter.

– Lian você me disse para comer bem, porque teriamos um dia cheio, agora não vou conseguir comer todas essas comidas maravilhosas que sua avó preparou.

– É que era para ser uma surpresa. Daria mesmo conta de comer tudo isso? Que gulosa, não sabia que era assim.

– Não é bem isso que eu quis dizer- fiquei vermelha.

– Eu sei, estava brincando princesa – fiquei assustada , mas feliz quando ele disse isso , abri um sorriso para ele.

– Lian – disse seu avô- me diz uma coisa, ela é mesmo apenas uma amiga? – ficamos vermelhos.

– Bem vô, por enquanto sim, mas estou tentando mudar isso- ele disse sorrindo.

– E você o que acha disso filha? – perguntou para mim, olhei para Lian e disse:

– Se ele for convincente que sabe.

-Então provavelmente , quando voltarmos aqui o senhor vai ter uma nova neta.

– Não pense que vai ser assim tão fácil senhor Lian- eu disse com um olhar de mistério.

– Vamos minha futura neta, coma ao menos um pedaço de bolo – ela falou isso colocando um farto pedaço de bolo em meu prato.

– Hum, parece delicioso – eu disse olhando para o bolo, experimentei – a senhora precisa me passar a receita.

– Gosta de cozinhar – ela perguntou

– Gosto sim, amo aprender novas receitas.

– Bom saber disso – disse Lian com um pedaço de bolo na boca.

– Lian não de uma maé impressão a moça- o avô dele disse.

– Desculpa vô, Mary não costumo fazer isso .

Continuamos a conversar e a tomar café por mais algum tempo, foram momentos muito agradáveis, me dei muito bem com os avós de dele, quando terminamos, ajudamos a tirar a mesa e lavei a louça enquanto Lian enchugava.

– Lian, vem vamos me ajudar a pegar umas frutas para sua avó fazer geléia, por trazer sua namorada – dissei seu avô.

– Tudo bem Lian pode ir, fico aqui com a sua avó, quero que ela me de uma dicas de culinária. – disse isso sorrindo.

– Ok , estão daqui a pouco estamos de volta, se comporte.

– Pode deixar.

Anúncios
Essa publicação foi escrita por jessyguson e publicada em 26 de maio de 2011 às 16:09. Está arquivada em Textos e marcada , , , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: